Ivan Maldonado Online

Preserve 290 x 230

"Atendimento de segunda a domingo a partir das 17h30"

Anvisa identifica dois casos da variante Ômicron no Brasil

covid
Imagem ilustrativa / Foto: REprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fez a identificação preliminar de dois casos de infecção pela variante Ômicron do coronavírus nesta terça-feira, 30. Ambos os pacientes são brasileiros e a identificação da cepa foi feita após sequenciamento genético realizado pelo laboratório Albert Einstein.

Um dos pacientes teria desembarcado em Guarulhos no último dia 23, vindo da África do Sul e portando resultado negativo de teste RT-PCR. Dois dias depois, ele e a esposa tentaram retornar ao país africano quando fizeram um novo teste no aeroporto que deu positivo para o coronavírus.

Após o resultado, ambos os testes foram sequenciados pelo Albert Einstein, que identificou a variante Ômicron nas duas amostras. Agora, o material será enviado ao Instituto Adolfo Lutz (IAL) para a confirmação do sequenciamento genético.

Segundo a Anvisa, o Ministério da Saúde, as Secretarias de Saúde estadual e municipal de São Paulo e o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) já foram notificados dos casos para a “adoção das medidas de saúde pública pertinentes”.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fez a identificação preliminar de dois casos de infecção pela variante Ômicron do coronavírus nesta terça-feira, 30. Ambos os pacientes são brasileiros e a identificação da cepa foi feita após sequenciamento genético realizado pelo laboratório Albert Einstein.

Um dos pacientes teria desembarcado em Guarulhos no último dia 23, vindo da África do Sul e portando resultado negativo de teste RT-PCR. Dois dias depois, ele e a esposa tentaram retornar ao país africano quando fizeram um novo teste no aeroporto que deu positivo para o coronavírus.

Após o resultado, ambos os testes foram sequenciados pelo Albert Einstein, que identificou a variante Ômicron nas duas amostras. Agora, o material será enviado ao Instituto Adolfo Lutz (IAL) para a confirmação do sequenciamento genético.

Segundo a Anvisa, o Ministério da Saúde, as Secretarias de Saúde estadual e municipal de São Paulo e o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) já foram notificados dos casos para a “adoção das medidas de saúde pública pertinentes”.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fez a identificação preliminar de dois casos de infecção pela variante Ômicron do coronavírus nesta terça-feira, 30. Ambos os pacientes são brasileiros e a identificação da cepa foi feita após sequenciamento genético realizado pelo laboratório Albert Einstein.

Um dos pacientes teria desembarcado em Guarulhos no último dia 23, vindo da África do Sul e portando resultado negativo de teste RT-PCR. Dois dias depois, ele e a esposa tentaram retornar ao país africano quando fizeram um novo teste no aeroporto que deu positivo para o coronavírus.

Após o resultado, ambos os testes foram sequenciados pelo Albert Einstein, que identificou a variante Ômicron nas duas amostras. Agora, o material será enviado ao Instituto Adolfo Lutz (IAL) para a confirmação do sequenciamento genético.

Segundo a Anvisa, o Ministério da Saúde, as Secretarias de Saúde estadual e municipal de São Paulo e o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) já foram notificados dos casos para a “adoção das medidas de saúde pública pertinentes”.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A agência também frisa que a entrada do passageiro em território nacional, no último dia 23, foi antes da data em que a Organização Mundial da Saúde declarou a Ômicron como uma variante de preocupação, no dia seguinte.

(Mais notícias do Brasil)

Gostou da matéria. Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram