Ivan Maldonado Online

"Atendimento de segunda a domingo a partir das 17h30"

Jovem ameaça policiais, diz ter pacto com capeta e acaba preso

homem algemado
Foto: Reprodução/Imagem ilustrativa

Um jovem acabou preso e encaminhado a Delegacia Regional de Polícia Civil de Faxinal, após ameaçar policiais de morte. O rapaz que estava bastante agitado, dizia ter pacto com o capeta, resistiu à  prisão e precisou ser algemado. O caso foi na tarde de domingo (2), por volta das 14h30

Conforme consta no boletim de ocorrência, a equipe foi acionada para uma residência no centro de Faxinal, onde um indivíduo estaria ameaçando familiares.  No local os policiais foram informados que após a confusão, o autor teria se evadido e estaria juntamente com o pai numa rua próxima.

A equipe então se deslocou até Rua São Lourenço esquina com Rua dos Dominicanos, onde em contato com o pai, ele passou a relatar que gostaria de auxílio para o filho ser internado. Sendo o pai orientado que não caberia à polícia esse atendimento, que acionasse um tipo de atendimento médico e caso necessitasse de apoio acionaria a PM.

Durante a conversa com o pai, o filho   que se encontrava num bar se dirigiu até a equipe, quando em dado momento tentou entrar na viatura. Foi pedido para que saísse e fosse até a calçada juntamente com o pai, porém não acatou,

Sendo então necessário por parte da equipe pegá-lo pelos braços e retira-lo da viatura. O rapaz passou então, a xingar os policiais  e “seus vermes, f… d… p” bem como ameaçar a equipe, dizendo “vou matar vocês, tenho pacto com o capeta e vocês já estão mortos” e ainda “um tiro de .50 no peito eu quero ver, vocês não tem chance”.

Dado voz de prisão, ele resistiu com empurrões e socos bem como intensa força física, onde foi necessário o uso seletivo da força mediante técnicas de contato (mata-leão), sendo necessário também o uso de  algemas.  

Diante disso, o detido foi conduzido até o Hospital Municipal de Faxinal para ser realizado o exame de lesão corporal e posteriormente até a 53ª DRP de Faxinal para os procedimentos de polícia judiciaria.

(Mais notícias da região)

Gostou da matéria. Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram